CURSOS 100% PRESENCIAIS

VESTIBULAR FARMÁCIA

VENHA SER SOBERANA!

Pablo de Ataíde Ferreira

Doutor em Ciências Farmacêuticas

COORDENADOR

BACHARELADO EM FARMÁCIA

Curso autorizado pela portaria Nº 905, de 24 de dezembro de 2018 do Diário Oficial da União.

NoturnoSegunda a Sexta - 18h20 às 22h50

Descontos: 60% de desconto até o final do curso para os primeiros 20 matriculados no período 2019.2. Serão ofertadas bolsas FIES; Educa + Brasil com desconto de 65% e Quero Bolsa com desconto de 65%.

O Farmacêutico formado pela Soberana deverá ser um profissional com uma formação generalista, apto a atuar com competência, em todo o âmbito profissional farmacêutico e capacitado a atender às demandas do mundo do trabalho da região que está inserido. Deverá apresentar formação humanista, ética, empreendedora, crítica e reflexiva para atuar, com rigor científico, em todos os níveis de Atenção à Saúde.

Contato para bolsas:

Setor Comercial

Horários das Turmas

Corpo Docente

Farmácia

Perfil do Egresso (PPC, página 41):

O enfermeiro graduado pela SOBERANA terá uma formação generalista, humanista, crítica e reflexiva que lhe permitirá desempenhar suas funções de forma eficiente e criativa embasado no rigor técnico, científico e ético, atuando em todos os níveis de atenção à saúde. Este profissional integral deverá ter consciência e capacidade técnica que lhe permita atuar sobre as necessidades gerais da comunidade, atendendo o paciente como uma unidade biopsicossocial, praticando a ciência da enfermagem de forma a priorizar a promoção da saúde buscando sempre a transformação da realidade em benefício da sociedade.

Este profissional assim formado jamais considerará sua educação como um produto acabado, estará em contínua busca de novas soluções, e aquisição de novos conhecimentos que venham ampliar e enriquecer sua prática diária com base nas constantes transformações sócio-histórico-culturais do grupo social que estiver inserido. Deverá estar capacitado para conhecer e intervir sobre os problemas/situações de saúde-doença mais prevalentes no perfil epidemiológico nacional, com ênfase na sua região de atuação, identificando as dimensões biopsicossociais dos seus determinantes. Será pautado em princípios éticos e na compreensão da realidade social, cultural e econômica do seu meio, dirigindo sua atuação para a transformação da realidade em benefício da sociedade.

Com abrangência destes contextos, a Instituição tem em vista o seguinte perfil de egressos para o Curso:

  • Profissional generalista e humanista, capaz de atuar, de forma crítica, ética e reflexiva, nas atividades de planejamento, supervisão, elaboração e coordenação de projetos e serviços de enfermagem;
    Profissional consciente de sua inserção na sociedade e das relações com o outro, capacitado a absorver e desenvolver novas tecnologias, estimulando sua capacidade crítica e criativa na identificação e resolução de problemas da área.

  • Profissional apto a considerar, em sua atuação profissional, os aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade.

  • Profissional capaz de se comunicar eficientemente nas formas escrita, oral e gráfica;

  • Profissional apto a atuar em equipes multidisciplinares, ter liderança e compreender sua formação profissional como processo contínuo, autônomo e permanente, em uma visão de educação continuada.

Objetivo do Curso: Geral e Específico

Em consonância com o perfil do egresso, a Faculdade Soberana considera as seguintes competências e habilidades a serem adquiridas no decorrer da formação:

Objetivos gerais

  • Proporcionar ao egresso uma formação sólida, através de conhecimentos teóricos e práticos na área de medicamentos, comprometida com a prevenção, promoção, proteção e recuperação da saúde individual e coletiva, nas instituições públicas e privadas;
  • Capacitar o profissional farmacêutico para atender às necessidades do desenvolvimento científico e tecnológico, compreendendo os processos de pesquisa, produção e controle de qualidade de fármacos, medicamentos e correlatos;
  • Estimular a capacidade de análise dos problemas que se apresentam no campo da Saúde;
  • Formar um profissional capaz de compreender o contexto da Saúde e sua inserção no mesmo, procurando caracterizá-la como campo de atuação intersetorial;
  • Estimular a busca continuada dos conhecimentos em sua carreira, com respeito aos avanços nas áreas de saúde e tecnológica;
  • Comprometer-se com o ser humano, respeitando-o e valorizando-o, dentro do seu âmbito profissional.

Objetivos Específicos

  • Em consonância com o proposto das Novas Diretrizes Curriculares Nacionais, o Farmacêutico egresso da Soberana terá uma formação generalista, crítica e reflexiva, estando capacitado a atuar em todos os níveis de atenção à saúde e possuindo ao final do curso conhecimentos e habilidades para:
    • Manipular e garantir a qualidade de insumos farmacêuticos e medicamentos magistrais, oficinais e homeopáticos, utilizando as Boas Práticas de Manipulação em Farmácia, de acordo com a legislação vigente;
    • Analisar e interpretar as prescrições de medicamentos de todos os profissionais da área de saúde;
    • Atuar na dispensação de medicamentos, orientando os usuários quanto à conservação, ao preparo e à utilização dos mesmos;
    • Interpretar, controlar e avaliar as interações medicamento/medicamento, medicamento/alimento, além de medicamentos/análises laboratoriais, entre outras;
    • Conhecer os mecanismos de controle de gerenciamento, armazenamento e distribuição de medicamentos;
    • Preparar, controlar e dispensar preparações de nutrição parenteral, enteral e de quimioterapia;
    • Administrar e responder tecnicamente pelas funções especializadas em estabelecimentos farmacêuticos;
    • Realizar perícias técnico-legais e elaborar laudos técnicos relacionados com produtos, fórmulas, processos ou métodos farmacêuticos;
    • Conhecer e analisar criticamente o funcionamento de indústrias, laboratórios de análises clínicas e toxicológicas, farmácias hospitalares além de outros estabelecimentos relacionados ao âmbito profissional;
    • Estimular a integração com equipe multidisciplinar de saúde, observando atitudes e os valores éticos, para resolução de problemas no campo da saúde;
    • Desenvolver atitudes e habilidades para realizar os procedimentos básicos de Farmácia, a partir das necessidades afetadas do cliente, aplicando conhecimento teórico sobre os instrumentos básicos de farmácia que alicerçam a prática e fundamentam o exercício da profissão, considerando o cliente de forma holística e o cuidado a ser prestado;
    • Identificar a saúde ambiental e a epidemiologia como fundamentação das ações em saúde, utilizando os indicadores de saúde para descrever o perfil epidemiológico de uma população e aplicar as ações de vigilância epidemiológica e ambiental;
    • Conhecer a Legislação que regulamenta o Exercício da Profissão, bem como seu Código de Ética;
    • Desenvolver pesquisas clínica, vinculando as atividades de ensino e pesquisa de forma que possa desenvolver uma postura investigativa/reflexiva frente à atividade educativa;
    • Compreender às regras de biossegurança necessárias ao cuidado de saúde e suas responsabilidades éticas e legais;
    • Atuar multiprofissionalmente, interdisciplinamente e transdisciplinamente de forma eficiente e eficaz na promoção da saúde;
    • Discutir e compreender o projeto Político Pedagógico do Curso de Farmácia da Soberana Faculdade de Saúde de Petrolina.

Regulamentação de Estágio

Segundo o Conselho Federal de Farmácia (CFF), o Estágio Supervisionado é uma ferramenta educativa imprescindível para o discente, que tem como objetivo primordial preparar os alunos de instituições de educação superior (IES) em formação para o mundo do trabalho, estando definido no projeto pedagógico do curso (PPC), cujo cumprimento inteiriço é requisito para aprovação e obtenção do diploma, de acordo com a Lei Federal nº 11.788 de 25 de setembro de 2008, ou seja, não se caracteriza como uma atividade facultativa, sendo uma das condições necessárias para a conclusão do curso.

A programação do estágio é ajustada aos objetivos do curso em questão e durante o processo será observada a execução dos procedimentos, assim como o acompanhamento de suas ações para fins de avaliação de desempenho acadêmico. Assim o estágio supervisionado é um componente obrigatório da organização curricular do curso de graduação, sendo uma atividade intrinsecamente articulada com a prática de ensino e as atividades de cunho acadêmico.

A coordenação do curso de Farmácia e de estágio estão cientes de que os estágios curriculares supervisionados, de caráter obrigatório e indispensável, deverão atender às necessidades sociais da saúde em consonância com as Políticas Nacionais de Saúde e devem contemplar cenários de prática do Sistema Único de Saúde (SUS) nos diversos níveis de complexidade do SUS, bem como, preferencialmente, as principais áreas de formação das Ciências Farmacêuticas, dentre elas: a de fármacos, cosméticos, medicamentos, assistência farmacêutica (AF), análises clínicas, genéticas e toxicológicas, alimentos e especificidades institucionais e regionais conforme previstas nas Novas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Farmácia (RE n° 6, de 19 de Outubro de 2017).

O estágio curricular do Curso de Farmácia da Faculdade Soberana baseia-se num conjunto de atividades e expertises proporcionadas aos estudantes através de sua inserção nos cenários de atuação do profissional, com o objetivo de articular a teoria à prática e desempenhar atividades relacionadas com ensino e pesquisa, de forma sistematizada e direcionada, objetivando pôr em prática os conhecimentos adquiridos no decorrer do curso, tendo como finalidade a capacitação para o exercício profissional, sempre sob a supervisão do docente habilitado e capacitado na sua respectiva área de atuação.

O estágio curricular do curso é o momento da formação que deve proporcionar ao estudante a aquisição de conhecimentos, preparando-o e despertando-o nas diferentes áreas de atuação das Ciências Farmacêuticas, além de favorecer a formação humanista, crítica, reflexiva e generalista, bem como pautar-se por uma concepção de referência nacional e internacional, conforme definida no Projeto Pedagógico do Curso (PPC) de Graduação em Farmácia, na modalidade bacharelado, considerando o desenvolvimento de competências/habilidades exigidas para o exercício acadêmico-profissional com base no rigor técnico-científico e intelectual, sob a supervisão de profissionais habilitados e qualificados.

Em conformidade com a legislação vigente (RE n° 6, de 19 de Outubro de 2017) que instituiu as novas diretrizes curriculares nacionais do curso de Farmácia e deu outras provisões, ficou estabelecido que os estágios serão desenvolvidos sob orientação de docente farmacêutico, em campo de atuação profissional da área farmacêutica e com supervisão local, realizada por profissional com formação superior e com competência na área do estágio, entendido esse como preceptor, obedecendo à proporção máxima de 10 (dez) estudantes por supervisor/preceptor local. Os estágios curriculares serão desenvolvidos de forma articulada, em complexidade crescente e a partir do terceiro período do curso.

Os estágios curriculares supervisionados são partes integrantes e de caráter obrigatório nas áreas de atuação do farmacêutico nos 3º, 4º, 5º, 6º, 7º, 8º, 9 e 10° períodos do curso, totalizando 1000 horas de atividades, sendo:

  • TERCEIRO PERÍODO – ESTÁGIO SUPERVISIONADO I (SAÚDE PÚBLICA I) – 100 HORAS;
  • TERCEIRO PERÍODO – ESTÁGIO SUPERVISIONADO I (SAÚDE PÚBLICA I) – 100 HORAS;
  • QUINTO PERÍODO – ESTÁGIO SUPERVISIONADO III (FARMÁCIA UNIVERSITÁRIA) – 100 HORAS;
  • SEXTO PERÍODO – ESTÁGIO SUPERVISIONADO III (FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO) – 150 HORAS;
  • SÉTIMO PERÍODO – ESTÁGIO SUPERVISIONADO IV (FARMÁCIA COMUNITÁRIA) – 150 HORAS;
  • OITAVO PERÍODO – ESTÁGIO SUPERVISIONADO V (FARMÁCIA HOSPITALAR) – 100 HORAS;
  • NONO PERÍODO – ESTÁGIO SUPERVISIONADO VI (ALIMENTOS) – 100 HORAS;
  • DÉCIMO PERÍODO – ESTÁGIO SUPERVISIONADO VII (ANÁLISES CLÍNICAS E TOXICOLÓGICAS) -200 HORAS;

Os Estágios Curriculares Supervisionados do Curso de Farmácia são entendidos como um conjunto de atividades indispensáveis ao processo de formação tanto do cidadão em si, como do profissional, objetivando:

  • Complementar a formação teórica do aluno, através de sua inserção no ambiente prático, sendo imprescindível para o desempenho das atividades profissionais relacionadas ao campo de atuação;
  • Fazer a união teoria à prática, visando à construção de novos conhecimentos e a constante reestruturação de expertises sobre as complexidades existentes na academia e no próprio ambiente de trabalho;
  • Prover ações e reflexões no aluno através da instiga ao senso crítico, estimulando-o a vivenciar e interagir com os fenômenos sociais e profissionais, com o intuito de instrui-lo acerca da importância dos valores de cidadania e do crescimento sustentável da comunidade;

Os objetivos técnicos dos estágios curriculares em Farmácia pautam-se na formação de farmacêuticos extremamente competentes e capacitados, atualizados e pautados na ética e na moral, na responsabilidade social, que contribuam de forma efetiva para sustentabilidade, por meio de atividades técnico-científicas integradas à saúde coletiva, tendo como especificidades:

    • Promover uma formação farmacêutica transdisciplinar e multidisciplinar de qualidade, possibilitando os alunos atuarem no âmbito profissional das ciências farmacêuticas de forma ética e moral, cidadã, criativa, responsável e articulada com a saúde coletiva e a sustentabilidade;
    • Desenvolver atividades que possibilitem a formação técnico-científica e a inserção dos futuros profissionais na comunidade, por meio da prestação de serviços farmacêuticos, inclusive a educação permanente em saúde;
    • Formar profissionais com habilidades e competências inerentes à pesquisa e ao desenvolvimento de insumos farmacêuticos, fármacos, medicamentos, cosméticos, saneantes e correlatos, promovendo ações que asseguram e garantam o uso racional dos mesmos;
    • Instruir os discentes no gerenciamento de farmácias hospitalares, laboratórios de análises clínicas e toxicológicas, bem como a realização e interpretação de forma efetiva de análises clínico-laboratoriais e toxicológicas, dentro dos padrões de qualidade e segurança, tendo como base o cuidado farmacêutico e a coletividade;
    • Habilitar os alunos às competências relativas ao desenvolvimento, controle e dispensação de alimentos funcionais ou não, nutracêuticos e correlatos, atentando-se aos cuidados em biossegurança;
    • Inserir o profissional farmacêutico no âmbito hospitalar de forma mais objetiva e atuante, através de disciplinas, parcerias e consequentemente estágios curriculares neste âmbito, que venham a corroborar com estas perspectivas e, finalmente, a capacitação factível de farmacêuticos clínicos atuantes;

As atividades serão desenvolvidas durante os semestres letivos, sob condições previamente estabelecidas pela coordenação do curso em parceria com a coordenação de estágio curricular, estando sempre os alunos acompanhados do Docente (preceptor) capacitado e habilitado na sua respectiva área de atuação, garantindo assim o máximo de aproveitamento e interação entra o discente, o preceptor e o estágio em questão.
Toda essa dinâmica do estágio será regida por regulamento próprio, anexado ao PPC do curso e disponibilizado para toda a comunidade acadêmica.

Regulamentação de TCC

O Trabalho de Conclusão de Curso, previsto na matriz curricular do curso, visa propiciar a autonomia do discente e demonstrar o grau de conhecimento adquirido, o aprofundamento temático, bem como o estímulo à produção científica, consulta à bibliografia especializada, o aprimoramento de capacidade de interpretação e a crítica às diversas realidades com as quais se depara. O TCC no curso é objeto de regulamento próprio, atendendo à concepção curricular do projeto pedagógico, com atividades no decorrer dos dois últimos semestres do curso, sendo sua apresentação para banca examinadora no décimo semestre.

O Trabalho de Conclusão de Curso é uma importante experiência no processo de aprendizado do aluno no que diz respeito à educação continuada. Com conhecimentos iniciados na disciplina Metodologia do Trabalho Acadêmico e Científico, no primeiro período do curso, visando a identificar objetivos, pesquisar os meios, estudar a avaliação de projetos, conhecer linhas a serem seguidas no projeto e, a partir destes conhecimentos, utilizá-los para auxiliar na construção do projeto e, numa etapa seguinte, na redação dos seus TCC´s. A expectativa é de que, já nesta disciplina, o discente possa desenvolver habilidades técnicas de revisão bibliográfica e a produção de trabalhos acadêmicos.

No 9º período, o graduando desenvolve seu projeto de pesquisa, assim como inicia as atividades de pesquisa e/ou revisão bibliográfica de forma mais substanciada e de redação e articulação de conceitos/categorias/teorias. No décimo período, há o desenvolvimento completo do Trabalho de Conclusão de Curso, assim como a apresentação para banca examinadora.

O Trabalho de Conclusão de Curso tem como objetivo principal o aprimoramento e a integração dos conhecimentos e dos conteúdos apreendidos durante a formação com vistas à atuação profissional e às possibilidades de formação continuada do aluno, uma vez que, a partir do TCC, o aluno estará apto a escrever textos de caráter acadêmico-científico, sentindo-se estimulado à continuidade de atividades acadêmicas em nível de pós-graduação lato e stricto sensu, na perspectiva da educação continuada estimulada pela Soberana.

O Trabalho de Conclusão de Curso conta com as seguintes normas gerais:

  • Deverá ser orientado individualmente por um professor orientador, escolhido pelo discente, que pode ser definido, tendo em vista a proximidade do tema escolhido pelo aluno e a área de competência do docente;
  • É atividade acadêmica permitida somente a alunos devidamente matriculados no Curso e nas disciplinas de Trabalho de Conclusão de Curso do último ano do curso;
  • A disciplina “Trabalho de Conclusão de Curso I” é pré-requisito para a matrícula na disciplina “Trabalho de Conclusão de Curso II”;
  • O Trabalho deverá ser apresentado para banca examinadora, composta por três membros do corpo docente da instituição, sendo um deles o orientador do aluno;
  • O Trabalho deverá ser de caráter monográfico e individual, de acordo com as normas vigentes da ABNT;

Os trabalhos aprovados pela banca serão encadernados e enviados para consulta pública na biblioteca, além de serem entregues também em mídia digital, uma vez a concretização do repositório institucional próprio para os TCC´s vinculado ao site da Soberana.

Ressalta-se ainda que a Instituição contará com um acervo bibliográfico e acesso a periódicos nacionais e internacionais que servirão para busca de informação durante a elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso.
O regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso, com todas as especificidades que envolvem seu funcionamento, como requisitos de frequência às orientações, notas parciais e nota final, operacionalização das orientações e das bancas examinadoras, dentre outros, está anexado ao PPC do curso e disponibilizado para toda a comunidade acadêmica.

Nosso curso em números

0

Estudantes

0

Aulas no Semestre

0

Provas Aplicadas

Infraestrutura do Curso

Laboratório de Informática

Os alunos podem utilizar o Laboratório de Informática a qualquer momento, sem necessidade de agendamento prévio, desde que o espaço não esteja sendo utilizado para aula.

Esse laboratório conta com 20 computadores Pentium Dual Core com 2GB de Memória RAM, 2 aparelhos de ar condicionado, 11 mesas e quadro novo. Ao longo do período de vigência do PDI, a IES pretende ampliar a quantidade de computadores disponíveis de forma a possuir três laboratórios de informática ao final de cinco anos. Esse laboratório é gerenciado pelo Setor de Tecnologia da Informação, responsável pelo mesmo, e tem sua infraestrutura física gerenciada pela Prefeitura do Campus, responsável pela sua manutenção.

Laboratório de Anatomia

O Laboratório é destinado às aulas práticas das disciplinas de Anatomia Humana, além de disponibilizado aos discentes para estudo livre sob agendamento, atividades de Extensão e Iniciação Científica.

O Laboratório de Modelos Anatômicos, Ossos Humanos e Simuladores está localizado em uma área total de 39,60 m² e possui capacidade de atender até a 21 alunos.

Este Laboratório de Anatomia está equipado com 3 macas de aço inox adaptadas para peças anatômicas secas e molhadas (formalizadas) com capacidade de acomodação para 20 banquetas de madeira; 1 mesa escritório; 4 lixeiras seletivas; 1 iPad; 1 cadeira secretária; 2 cadeiras ;1 tv de 49 polegadas universitária e quadro branco.

Conta ainda com os seguintes modelos anatômicos e simuladores: 03 Placas do sistema digestivo; 03 Sistemas reprodutores masculino; 03 Sistemas reprodutores femininos; 03 pulmões; 03 corações; 03 fígados, 03 estômagos; 03 Cortes sagital do crânio; 03 Cortes mesial do músculo; 03 Orelhas com parte interna; 03 Bexigas; 03 Rins; 03 crânios coloridos; 03 Corte sagital; 01 Mandíbula e maxilar; 01 Crânio que retira calvário; 01 Língua com mandíbula; 03 Olhos; 03 Cortes sagital mandibular; 03 Cérebros; 03 Crânios desmontáveis; 03 Pontes e bulbos; 03 Crânios metade músculo metade osso; 03 Crânios com músculo e 03 Esqueletos de corpo inteiro.

Laboratório Multidisciplinar I

O Laboratório é destinado às aulas práticas das disciplinas Histologia, e Patologia, além de disponibilizado aos discentes para estudo livre sob agendamento, atividades de Extensão e Iniciação Científica.

O Laboratório de Histologia e Patologia está localizado em uma área total de 39,6m². O mesmo possui capacidade de atender até a 20 alunos. Este laboratório multidisciplinar está equipado com 20 microscópios binoculares e um microscópio trinocular com câmera ligada a TV de 42", quadro branco e um conjunto de lâminas de morfologia e patologia.

Laboratório Multidisciplinar II

O Laboratório Multidisciplinar II é destinado às aulas práticas das áreas de Bioquímica, Farmacologia e Fisiologia, dentre outros, do curso de Enfermagem, com a disponibilidade dos discentes utilizarem suas dependências para estudo livre, após agendamento, atividades de extensão e iniciação científica.

O Laboratório de Bioquímica, Farmacologia, Fisiologia e Microbiologia e Imunologia está localizado em uma área total de 40,50². O mesmo possui capacidade de atender até a 20 alunos.

Este laboratório multidisciplinar está equipado com bancadas adaptadas com sistema de água, ar e chama. Equipamentos de segurança coletivo (EPC), quadro branco, Agitador magnético, Balança eletrônica digital, Banho-Maria, Capela de Exaustão de Gases, Chuveiro de Emergência, Destilador de Água, Estufa de secagem, Geladeira, Manta aquecedora, Phmetro, termômetro vidraria completa, bem como materiais de suporte para as práticas laboratoriais. 20 bancos e ar condicionado.

Sala de Preparo

Esta sala de apoio dos Laboratórios de Saúde tem o intuito de dar suporte para as aulas práticas a serem ministradas, bem como confecção de placas de microbiologia, reagentes analíticos e soluções fisiológicas, da mesma forma local para esterilização de vidraria e material biológico. A Sala de Preparo contém vidraria, estantes de aço, materiais de uso e consumo e insumos

A sala de preparo está localizada em uma área total de 23,22 m².
Serviços: A Sala de Preparo é o espaço destinado ao armazenamento (material de uso e consumo), esterilização/desinfecção e preparação de reagentes para as disciplinas comuns aos cursos de saúde. Este espaço é reservado apenas para funcionários e professores, tendo uma ação de suporte para as aulas práticas de saúde.

Redes Sociais

FACEBOOK

CURTA

INSTAGRAM

SIGA
TOP
Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this